O CD: TRITONO BLUES PLAYS RAY CHARLES

(Gravadora Movieplay / Radar Records)


Em 2016 a banda lança o seu terceiro trabalho: “TRITONO BLUES PLAYS RAY CHARLES”, uma homenagem com versões exclusivas a esse gênio da música e grande influência do TRITONO BLUES. Para citar algumas musicas, "I Can't Stop Loving You" ganha uma levada New Orleans com Acordeon. "Unchain My Heart", "Georgia On My Mind" e "Sweet Memories" também são revisitadas. O disco traz participações de grandes nomes do cenário blues como o saxofonista Denilson “big D” Martins, o baterista Humberto Zigler e o guitarrista Igor Prado, indicado ao Blues Music Awards 2016. Lançado pela gravadora Movieplay e Radar Records, este CD está disponível em todos os portais virtuais e lojas do país.

“Ray influenciou nosso trabalho desde o início da banda”, conta Bruno. “Tanto que no primeiro CD, Groovin, gravamos três músicas dele. Foi então que a Movieplay sugeriu um CD tributo e adoramos a ideia”, revela.

Ray Charles gravou o seu primeiro disco aos 19 anos. Pianista e saxofonista brilhante, ele percorreu por estilos diversos como o country, o jazz, o blues e o gospel, se tornando um astro reverenciado do universo pop. Sua originalidade resultou em estilos inovadores e surpreendentes como o rhythm’n’ blues, e sua marca ainda é reverenciada em todo mundo: uma voz quente e profunda que remete aos velhos cânticos negros do sul dos EUA.

A fama do gênio do soul, como era conhecido, chegou em 1954 com "I Got a Woman" e ao longo da carreira venceu 12 prêmios Grammy, nove dos quais conquistados entre 1960 e 1966, incluindo Melhor Álbum Rhythm'n’ Blues em três anos consecutivos ("Hit the Road Jack", "I Can't Stop Loving You" e "Busted"). Também foi o artista que mais recebeu prêmios póstumos no Grammy - foram 8 troféus.

Ray Charles morreu em junho de 2004, aos 73 anos, devido a complicações de uma doença hepática, deixando para a posteridade mais de 50 anos de sucessos e canções mundialmente famosas.

Com 14 faixas, Tritono Blues Plays Ray Charles abre com “Mary Ann”, faixa lançada em 1956 por Ray e a terceira da carreira do artista a chegar ao topo da Billboard Best Selling Rhythm’n’ Blues. “Em todo o disco mantivemos a harmonia das canções, mas acrescentamos a sonoridade do Tritono em algumas faixas”, conta Bruno. “Nesta, por exemplo, o arranjo de metais com a gaita é um diferencial importante”.



Outro destaque do CD é a canção “I Can’t Stop Loving You”. Composta por Don Gibson e regravada em ritmo de balada por Ray, a música alcançou o primeiro lugar das paradas britânicas em 1962. “Além do piano, toquei acordeão numa pegada Zydeco (estilo de música folk norte-americana)”, conta André Youssef. “A batida do cajón (instrumento de percussão) e a linha do baixo simulando uma tuba deram um clima New Orleans para a música”.

“Unchain My Heart”, de 1961, mostra as credenciais do Tritono Blues. A faixa é sofisticada e oferece algumas surpresas por conta da versão bem diferente das já executadas por outros artistas. “O arranjo inspirado no Jazz e R&B contemporâneo tem um andamento bem relaxado e é todo baseado na linha de baixo acústico e no riff funk do piano Fender Rhodes, além da interpretação soul primorosa de Bruno Sant’Anna”, explica Edu Malta.

“Hit The Road Jack”, também de 1961, ocupa a posição 387 na lista das 500 maiores músicas de todos os tempos da revista Rolling Stone. No CD, ela foi gravada com um legítimo órgão Hammond B3 e a caixa Leslie, que deu uma sonoridade típica dos anos 50 e 60 à canção.

“Georgia On My Mind” é outra canção poderosa do repertório de Ray que também está no CD. Escrita por Hoagy Carmichael e Stuart Gorrell em 1930, a música fez parte do álbum The Genius Hits the Road, de 1960. Originalmente direcionada a uma pessoa de nome Georgia, em 1979 a canção foi oficialmente adotada como hino do Estado da Geórgia, nos EUA. “Como já tínhamos gravado esse clássico em nosso primeiro disco optamos por um arranjo com uma atmosfera dos Standards de Jazz, inserindo uma bateria e um baixo acústico. Outro destaque na canção é a gaita cromática que além do solo belíssimo, faz uma melodia que se funde à harmonia do piano em toda a canção”, revela Edu Malta.



Tritono Blues Plays Ray Charles demorou dois anos para ficar pronto e conta com participações luxuosas. Edu Malta, além de baixista da banda também foi o produtor musical e arranjador do disco. Denilson “Big D” Martins, um dos poucos saxofonistas que dominam a cena Blues no Brasil empresta seu talento nas faixas “Mary Ann”, “I Got a Woman” e “Mess Around”. Com ele, para fechar o naipe de metais, estão Will Bone no Trombone e Sidmar Vieira no trompete.

A faixa “Shake Tail Feather” teve a participação mais do que especial do guitarrista Igor Prado, que vem tendo um destaque internacional importante. Seu mais recente CD foi indicado ao Blues Music Awards, prêmio comparável ao Oscar do Blues mundial. E, para finalizar, o CD teve a participação do baterista Humberto Zigler, um especialista desse gênero na bateria.

Tritono Blues Plays Ray Charles é um disco elegante e importante, o primeiro no Brasil com o repertório dedicado ao gênio do soul. Ao longo das 14 faixas, o Tritono Blues mostra a força do trabalho da banda, conquistada nesses 10 anos de estrada. É com propriedade e conhecimento que o grupo passeia pela obra de Ray com a consciência de que as canções originais jamais serão superadas, mas que no entanto, com liberdade estética, é sempre possível fazer belas releituras.

FICHA TÉCNICA

André Carlini – Gaita e backing vocals
Bruno Sant’anna – voz, percussão e kazoo
André Youssef – piano, órgão hammond, fender rhodes, acordeon e backing vocals
Edu Malta - contra-baixo elétrico e acústico

Gravado entre Janeiro e Junho de 2015 nos estúdios:
- Estúdio 185. Técnico de gravação: Lindemberg Oliveira
- Z&O Estúdio. Técnico de gravação: Amleto Barboni
- Train Beat Estúdio. Técnico de gravação: Marvin Vinicius
- Estúdio Tubo. Técnico de gravação: Janja Gomes
- Prado's Studio. Técnico de gravação: Igor Prado
- Space Blues Estúdio. Técnicos de gravação: Alexandre Fontanetti, Bruno Ficadori, Leandro Henrique
- Audio Freaks Studio. Técnico: Renato Coppoli.

Produção: Edu Malta
Arranjos: Edu Malta e Tritono Blues
Mixagem: Edu Malta
Masterização: Reference Studio. Técnico de áudio: Homero Lotito
Fotografia Tritono: Fábio Ghrun
Projeto Gráfico: Yuri Prado
Produção Fonográfica: Edições Musicais 2001 Ltda.
Distribuição: Radar Records

Participações Especiais:
Igor Prado: Guitarra na faixa 12.
Humberto Zigler: Bateria nas faixas 1, 5, 7, 8, 12 e 13
Denilson “big D” Martins: Saxofones barítono, tenor e alto nas faixas 1, 4, 9 e 13
Sidmar Vieira: Trompete nas faixas 1 e 4
Will Bone: Trombone nas faixas 1 e 4

FAIXAS
1. Mary Ann (Ray Charles) 2:48
2. Let The Good Times Roll (Fleecie Moore / Sam Theard) 3:12
3. Hit The Road Jack (Percy Mayfield) 4:00
4. I Got A Woman (Ray Charles) 3:41
5. Georgia On My Mind (Hoagy Carmichael / Stuart Gorrell) 4:16
6. I Can't Stop Loving You (Don Gibson) 3:58
7. Unchain My Heart (Bobby Sharp / Teddy Powell) 3:29
8. Hallelujah I Love Her So (Ray Charles) 2:29
9. What'd I Say (Ray Charles) 5:06
10. I Don't Need No Doctor (Nick Ashford / Valerie Simpson / Josephine Armstead) 2:43
11. Sweet Memories (Mickey Newbury) 4:43
12. Shake A Tail Feather (Verlie Rice / Otha M. Hayes / Andre Williams) 3:01
13. Mess Around (Ahmet Ertegün) 3:04
14. Hard Times (Ray Charles) 3:39

O ESPETÁCULO: TRITONO BLUES PLAYS RAY CHARLES

Este é o mais novo espetáculo da banda TRITONO BLUES. Com a direção musical e arranjos de Edu Malta, esse show traz os clássicos deste ícone da música com novas versões que fazem parte do terceiro álbum da banda.

Além dos 4 integrantes que compõem a formação clássica do Tritono, esse show traz 8 músicos no palco: bateria e naipe de metais (sax, trombone e trompete).

Com essa formação o show ganha uma nova dimensão. A bateria traz uma rica soma aos cajons, sem perder essa identidade. Bruno Sant'Anna em alguns números levanta de seu cajon e interage com o público. A gaita de André Carlini em alguns momentos é enriquecida com o naipe de metais, que também brilham durante o show. André Youssef além do piano traz novas possibilidades com órgão Hammond.








Crédito das fotos: Carla Sagula



CD disponível em:


Itunes

Spotify

Deezer

Google Play

Napster

Amazon